PodCast #FalaPapa

Clique para ouvir o Podcast

terça-feira, 3 de maio de 2016

As 7 Dores de Maria e Suas Promessas | Um Mês com Maria #3



Salve Maria Imaculada, nossa Corredentora e Mãe!

Santa Brígida diz-nos, nas suas revelações aprovadas pela Igreja Católica, que Nossa Senhora lhe prometeu conceder sete graças a quem rezar cada dia, sete Ave-Marias em honra de suas principais Sete dores e Lágrimas, meditando sobre as mesmas.

Eis as promessas:

1ª - Porei a paz em suas famílias.
2ª - Serão iluminados sobre os Divinos Mistérios.
3ª - Consolá-los-ei em suas penas e acompanhá-los-ei nos seus trabalhos.
4ª - Conceder-lhes-ei tudo o que me pedirem, contanto que não se oponha à vontade de meu adorável Divino Filho e à santificação de suas almas.
5ª - Defendê-los-ei nos combates espirituais contra o inimigo infernal e protegê-los-ei em todos os instantes da vida.
6ª - Assistir-lhes-ei visivelmente no momento da morte e verão o rosto de Sua Mãe Santíssima.
7ª - Obtive de Meu Filho que, os que propagarem esta devoção (às minhas Lágrimas e Dores) sejam transladados desta vida terrena à felicidade eterna, diretamente, pois ser-lhe-ão apagados todos os seus pecados e o Meu filho e Eu seremos a sua eterna consolação e alegria.


Santo Afonso Ligório nos diz que Nosso Senhor Jesus Cristo prometeu, aos devotos de Nossa Senhora das Dores as seguintes graças:

Eis as Graças:

1ª – Que aquele devoto que invocar a divina Mãe pelos merecimentos de suas dores merecerá fazer antes de sua morte, verdadeira penitência de todos os seus pecados.
2ª - Nosso Senhor Jesus Cristo imprimirá nos seus corações a memória de Sua Paixão dando-lhes depois um competente prêmio no Céu.
3ª - Jesus Cristo guardá-los-á em todas as tribulações em que se acharem, especialmente na hora da morte.
4ª - Por fim os deixará nas mãos de sua Mãe para que deles disponha a seu agrado, e lhes obtenha todos e quaisquer favores.

(As dores de Maria são: 1- A espada de dor a transpassar Seu Coração conforme a profecia de Simeão no Templo; 2- a fuga da Sagrada Família para o Egito; 3- A perca do menino Jesus no Templo; 4 - O encontro com Jesus carregando a Cruz; 5 - a dor de ver Jesus ser crucificado e morto no Calvário; 6 - Ela recebe Jesus morto e transpassado pela lança em Seus braços; 7 - Acompanha o Corpo de Jesus até o sepulcro)

Adquira o E-book "A Corredenção de Nossa Senhora - a Virgem dolorosa no Calvário": http://hotmart.net.br/show.html?a=L4245261R


segunda-feira, 2 de maio de 2016

Auxílio dos Cristãos | Um Mês com Maria #2



Salve Maria Imaculada, nossa Corredentora e Mãe!

A devoção à Nossa Senhora Auxiliadora tem sua origem na pessoa de São João Bosco. Este grade santo da Igreja, como sabemos, tinha sonhos proféticos. Deus revelou-lhe grandes coisas através de seus sonhos. Em alguns deles, Nossa Senhora ela descrita como Auxiliadora dos Cristãos.

Em determinado sonho, muito conhecido, S. João Bosco viu uma barca (Igreja) guiada pelo Papa em um mar agitado. E quando o barco estava para afundar, o Papa prendia a barca em duas colunas que apareciam ao lado. S. João Bosco percebeu que em uma das colunas estava o Santíssimo Sacramento, e embaixo escrito Salus Credentium (Salvação dos que creem); e na outra coluna estava Nossa Senhora, com a seguinte inscrição: Auxilium Christianorum (Auxílio dos Cristãos). Prendendo a Igreja no Santíssimo Sacramento e na devoção à Virgem Maria, a Igreja não afundou - e não afundará NUNCA!

Se vemos, por exemplo, uma crise na Igreja - como costumam falar -, é porque tem faltado amor à Santa Missa e devoção à Nossa Senhora.

A Igreja vai dizer que a família é a Igreja Doméstica. Ora, a família passa por grandes tribulações, por grandes ataques. Querem implantar a cultura do provisório, de um usar o outro: adultério, divórcio, brigas; aborto; perversão das crianças, etc. O demônio faz um ataque. Que família vive inspirada na Sagrada Família de Nazaré? Mas, se a família vai mal, podemos constatar, com tristeza, que tem faltado tanto a Missa, como a devoção à Virgem. Se há 50 anos atrás as famílias, ricas ou pobres, se reuniam por volta das 18:00h para rezar o seu Santo Terço, hoje, quando se reúnem, é para ver novelas que ensinam e propagam a imoralidade. Temos rejeitado o Auxílio desta Auxiliadora dos Cristãos. Talvez você esteja passando por uma provação, por uma situação difícil na família (com os pais, esposo(a), filhos, etc), portanto, caríssimos, suplicai o auxílio da Mãe de Deus que te sustentará. Se o adultério, o alcoolismo, ou qualquer outro mal quer afundar a barca da tua família, consagre tua família à Nossa Senhora, suplique Seu auxílio, Comungue e adore Jesus Sacramentado por Ela.

Não importa o momento de dificuldade que você tem passado, eu sei que você não afundará se estiver confiando sua vida à Nossa Senhora e à Jesus. Amém?

Salve Maria Imaculada, nossa Corredentora e Mãe!
Viva Cristo Rei!


domingo, 1 de maio de 2016

Não estou eu aqui, tua Mãe? | Um Mês com Maria #1



Quando S. Juan Diego estava preocupado com seu tio doente, desviando do caminha que Nossa Senhora lhe havia pedido, Ela aparece para S. Juan, e lhe traz uma mensagem cheia de esperança:

"Escuta, e põe em teu coração, filho meu, o menor: o que te assusta e aflige não é nada. Não se perturbe teu rosto, teu coração; não temas esta enfermidade, nem qualquer outra enfermidade e angústia. Não estou eu aqui, tua Mãe? Não estás sob minha sombra e minha proteção? Não sou eu a fonte de tua alegria? Não estás porventura em meu regaço? Tens necessidade de alguma outra coisa? Que nenhuma outra coisa te aflija, nem te perturbe. Não te assuste a enfermidade de teu tio, porque dela não morrerá por agora. Tem por certo que já sarou."

Meus irmãos e irmãs, não sei como você se encontra ao ler este texto ou ao assistir o video acima; mas eu sei que a Virgem Maria, nossa Mãe, está contigo. Não importa se você passa por um momento de dor, de doença, de cruz, de desemprego; não importa se você sofre pela perca de uma pessoa querida que partiu; não importa se o fim de um relacionamento, enfim, eu não sei o que te faz sofrer. Mas eu sei que Nossa Senhora, assim como disse para S. Juan Diego, também te diz neste momento: Não estou eu aqui, tua Mãe?

Do que mais precisamos? Na dor, Ela nos alivia. Na Cruz, Ela nos dá força para perseverar. Nas trevas, Ela vem nos iluminar. Na solidão, Ela vem estar presente nos fazendo compania. Nunca diga que estás só, afinal, Deus está contigo. E este Deus maravilhoso, no madeiro da Cruz, disse-nos: eis aí a tua Mãe. Nossa Mãe não nos abandona.

Entregue tuas dores à Maria. Consagre-se a Ela. E verás, então, que nunca nos faltará o auxílio desta terna e misericordiosa Mãe. Mãe de Deus, e nossa Mãe!

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Católico, vamos falar de Política?



Algumas pessoas estão compartilhando uma gif mostrando a foto de alguns políticos dizendo que a solução não é a Dilma, nem Temer, nem Cunha, nem Aécio, nem Marina; a solução, segundo a gif, está na "reforma política". Minha reflexão é: na reforma política quem governaria? Pediremos para os japoneses criarem um robô presidencial que colocará ordem nessa bagaça?




Não sejamos ingênuos! É preciso uma reforma política, porém, quem estará no comando são PESSOAS. Não adianta mudar as regras do jogo se as cartas do baralho serão as mesmas. Se os bons não entrarem na política, se não apoiarmos os bons, não vai ter reforma política, não vai ter mudança positiva para o POVO. De Collor à Dilma; de Dilma ao "primeiro próxima"; vamos todos nos ferrar.



Mais urgente que a reforma política, se faz necessário uma consciência e uma efetiva participação Política. Política não é coisa do diabo. A Política faz parte da vida em sociedade; a família é a base da sociedade. Portanto, se nossa família não é do diabo, a Política diz respeito sim aos filhos de Deus. Não podemos deixá-la nas mãos dos canalhas, porque senão os canalhas estarão se entrometendo na nossa vida familiar por meio de leis iníquas. 

Reforma política é utopia se o máximo que faço pela política é compartilhar no face. Avante! Trabalhar! Estudar! Rezar! Agir!

A iniciativa dos cristãos leigos é particularmente necessária quando se trata de descobrir, de inventar meios para impregnar as realidades sociais, políticas e econômicas com as exigências da doutrina e da vida cristãs. Esta iniciativa é um elemento normal da vida da Igreja." (Catecismo da Igreja Católica 899)

"A audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons" (Papa Leão XIII) 

"Para o cristão, é uma obrigação envolver-se na política. Nós, cristãos, não podemos «jogar a fazer o Pilatos», lavar as mãos. Não podemos! Devemos envolver-nos na política, pois a política é uma das formas mais altas da caridade, porque busca o bem comum. E os leigos cristãos devem trabalhar na política. Dir-me-ás: «Não é fácil!» Também não é fácil tornar-se padre. Não há coisas fáceis na vida. Não é fácil; a política está muito suja; e ponho-me a pergunta: Mas está suja, porquê? Não será porque os cristãos se envolveram na política sem espírito evangélico? Deixo-te esta pergunta: É fácil dizer que «a culpa é de fulano», mas eu que faço? É um dever! Trabalhar para o bem comum é um dever do cristão! E, muitas vezes, a opção de trabalho é a política. Há outras estradas: professor, por exemplo, é outra estrada. Mas a actividade política em prol do bem comum é uma das estradas. Isto é claro." (Papa Francisco)

(PARA SABER MAIS, ASSISTA AO VÍDEO NO INÍCIO DESTE POST)


sábado, 9 de abril de 2016

Que surjam ações de evangelização infanto-juvenil!

Nós católicos, de maneira especial os leigos, precisamos nos engajar na evangelização das crianças e jovens. Além dos dons particulares que Deus concede a cada um, temos o avanço tecnológico - que também é um dom de Deus - que podemos usar a nosso favor. Por isso, que surja desenhos, gibis, enfim, que surja um conteúdo católico de qualidade.

Mas quando falo de conteúdo para crianças, não falo necessariamente de somente fazer desenhos bíblicos ou de Nossa Senhora. Claro, é bom que façamos. Mas uma forma de atrair é usar a própria fantasia da criança para impregnar dos valores evangélicos. Se você tem o dom de desenhar, animar, escrever histórias infantis, não precisa apenas desenhar Davi, você pode escrever uma mitologia, uma grande aventura, e dentro desta história colocar princípios cristãos e práticas católicas.

Parece bobagem, mas já li o testemunho de uma jovem americana que se converteu ao catolicismo, dentre outros motivos, por causa do personagem Norturno de x-men (que é colocado na história como católico) e porque percebeu que em filmes de exorcismo normalmente estava a presença de um padre católico. Escreva uma emocionante aventura para as crianças e adolescentes, que de início não se deparem com uma pregação, mas que a própria vida dos personagens pregue a vivência do Evangelho: perdão, caridade, confissão, comunhão sacramental, etc.

O grande problema dos desenhos e histórias que as crianças e adolescentes assistem/leem hoje, é que boa parte tem conteúdo com contaminação de nova era e/ou sentido relativista. Outro dia fui prestar atenção no desenho que um menino assistia, e uma personagem (boa) tinha como pai um demônio, que era mal, mas na verdade, ele começava a ser muito bom, um bom pai, e depois mostrou o demônio que era. Bom, precisamos de histórias que tenham personagens claros: quem é do bem, quem é do mal. O problema não está no mito, o problema está na visão relativista que se passa para a criança num tempo de formação.

Eu sei que tem gente aqui que pode escrever boas e santas histórias! Eu sei que tem gente aqui que pode fazer boas histórias em quadrinhos! Eu sei que tem gente aqui que pode fazer uma boa animação infantil! Eu só não sei se tem gente disposta a arregaçar as mangas e trabalhar para promover as coisas boas e santas, com a desculpa de que o mal já se espalhou. É, a audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons - como ensinara Leão XIII. E começa ano, finda ano, e os filhos deste solo só se alimentam de podridão, porque nós, medíocres que somos, não colocamos em prática os dons que Deus nos deu. Leia Mateus 25,14-30 e peça a Jesus o dom da criatividade para evangelizar por todos os meios lícitos.

Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Terceiro Segredo de Fátima | OFICIAL


Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe!

Com certeza você já viu circular por aí algum vídeo ou texto sobre algumas assustadoras mensagens supostamente ditas por Nossa Senhora em Fátima. Não é verdade? Porém, muito cuidado com algumas pseudo mensagens marianas; uma vez que algumas são provenientes de supostas aparições não aprovadas pela Igreja (algumas até condenadas por conter erros grosseiros) e outras acréscimos inventados pelas pessoas.
            Um caso de confusão feita com as mensagens de Nossa Senhora é, como citado acima, a de Fátima. Antes da virada do segundo para o terceiro milênio, a Igreja não havia revelado a terceira parte da mensagem de Nossa Senhora – que ficou conhecido como “o terceiro segredo”. Desde quando a mensagem estava sob sigilo, havia várias e várias especulações, versões e mais versões do que Nossa Senhora teria falado (como se não tinha acesso ao segredo?). O fato é que mesmo com a Congregação da Doutrina da Fé, a pedido de São João Paulo II, revelando a terceira e última parte do “Segredo de Fátima”, as versões falsas da mensagem não pararam de circular. Apesar de a internet facilitar o acesso a verdade, aos documentos da Igreja, enfim, o que mais se encontra na internet são as falsas versões.
            Por isso posto aqui a mensagem de Nossa Senhora REAL, conforme a Igreja mostrou para o mundo. Abaixo vocês poderão ler o chamado “Terceiro Segredo” OFICIAL. O que for além do que está escrito abaixo não passa de mera especulação/conspiração. A mensagem OFICIAL desta aparição, aprovada pela Igreja, é sim terrível. Muito forte. Porém, boa parte se cumpriu e já está se cumprindo. Não quero fazer comentários – não aqui neste post -, mas me reservo o direito de falar que a perseguição, o Papa sendo perseguido, cristãos sendo martirizados, etc, já se cumpriram nas pessoas dos Papas e fiéis do século passado e deste. Não só se cumpriram, mas se cumprem. O próprio Papa Francisco outro dia comentava sobre a perseguição religiosa que os cristãos sofrem hoje no oriente médio, realçando o grandioso número de mártir que, segundo algumas fontes, chegam a superar o da Igreja primitiva.
            Feitas essas considerações, eis o verdadeiro “Terceiro Segredo de Nossa Senhora de Fátima”:

«J.M.J.
A terceira parte do segredo revelado a 13 de Julho de 1917 na Cova da Iria-Fátima.
Escrevo em acto de obediência a Vós Deus meu, que mo mandais por meio de sua Ex.cia Rev.ma o Senhor Bispo de Leiria e da Vossa e minha Santíssima Mãe.
Depois das duas partes que já expus, vimos ao lado esquerdo de Nossa Senhora um pouco mais alto um Anjo com uma espada de fôgo em a mão esquerda; ao centilar, despedia chamas que parecia iam encendiar o mundo; mas apagavam-se com o contacto do brilho que da mão direita expedia Nossa Senhora ao seu encontro: O Anjo apontando com a mão direita para a terra, com voz forte disse: Penitência, Penitência, Penitência! E vimos n’uma luz emensa que é Deus: “algo semelhante a como se vêem as pessoas n’um espelho quando lhe passam por diante” um Bispo vestido de Branco “tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre”. Varios outros Bispos, Sacerdotes, religiosos e religiosas subir uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fôra de sobreiro com a casca; o Santo Padre, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade meia em ruínas, e meio trémulo com andar vacilante, acabrunhado de dôr e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegado ao cimo do monte, prostrado de juelhos aos pés da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam varios tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns trás outros os Bispos Sacerdotes, religiosos e religiosas e varias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de varias classes e posições. Sob os dois braços da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal em a mão, n’êles recolhiam o sangue dos Martires e com êle regavam as almas que se aproximavam de Deus.
Tuy-3-1-1944 ».
Na transcrição, respeitou-se o texto original mesmo quando havia erros e imprecisões de escrita e pontuação, os quais, aliás, não impedem a compreensão daquilo que a vidente quis dizer.

Texto da mensagem retirado da obra Memórias da Irmã Lúcia.

Assista abaixo vídeos que abordam as mensagens de Nossa Senhora de Fátima.

Salve Maria Imaculada, nossa Corredentora e Mãe!





terça-feira, 5 de abril de 2016

Por que Deus não cura fisicamente a todos?

Salve Maria Imaculada, nossa Corredentora e Mãe!

Ao assistir parte da reportagem de Cabrini, no Conexão Repórter, investigando os milagres que pessoas receberam através das orações do Padre Eugênio (Fraternidade Monástica dos Discípulos de Jesus para a Glória de Deus Pai); percebi que havia uma certa tentativa de colocar o sacerdote como charlatão por causa de um questionamento: por que nem todos são curados por Deus?
         Apesar de a reportagem mostrar várias pessoas testemunhando o poder de Deus, de como foram curadas fisicamente após receberem orações do Padre Eugênio, mostraram também um caso em particular que visava pôr em cheque o dom de cura do Padre, ou mesmo a ação de Deus. Tratava-se de um senhor que, mesmo após ter recebido orações do Padre Eugênio, veio a falecer. Entrevistaram a viúva deste senhor e sua filha. O que elas relataram? Disse que ele não foi curado fisicamente, mas sim espiritualmente; que quem conhecia ele antes sabia como ele era, “bruto”, por exemplo, e como estava transformado e aceitando a doença. Estava em paz. Mas, o entrevistador insistia em questionar a fé daquelas duas mulheres: continuar acreditando no padre? Em Deus? Por que tantos foram curados, menos seu ente querido? Também questionou o Padre, quando este disse ter rezado por seu pai, mas este, com câncer, não foi curado e faleceu. O Padre respondeu bem dizendo que Deus quer o melhor para Seus filhos, e que aquilo era o melhor para seu pai. Mas o repórter insistia em questionar: porque nem todos são curados por Deus? Aliás, porque nem todos os que recebem oração são curados?
            Lembremos em primeiro lugar que o Padre Eugênio ou qualquer outra pessoa que tenha o carisma da cura, não passa de um simples instrumento usado por Deus. Em segundo lugar, Deus concede Suas graças a quem quer, como quer, na hora que quer, na intensidade que quer, etc. Portanto, não podemos olhar a cura pela cura; mas sempre voltar a atenção para o autor da cura: Jesus Cristo. E aí sim questionamos – ou melhor, refletimos: por que fui curado?; por que passo por esse sofrimento? De todas as coisas Deus tem um propósito que reflete na eternidade. Se tiramos o autor da cura e focarmos apenas no instrumento usado por Ele, corremos o risco de cair no pecado de superstição. E essa superstição, unido a um racionalismo doentio, que leva a este erro: por que Fulano disse “seja curado em Nome de Jesus” para Fulana, e esta ficou curada, mas ao dizer o mesmo para Beltrana, a mesma continuou doente? Se tivermos um racionalismo doentio, se formos supersticiosos, achamos que porque o instrumento e/ou a oração foi a mesma, a reação deve ser a mesma. Só que quem cura é Jesus Cristo.
            Entendido isto, caríssimos, passamos para o ponto principal: por que nem todas as pessoas recebem curas físicas? Durante minha caminhada na Igreja, já ouvi/li relatos de curas de câncer, Aids, problemas na coluna, etc. Gente que estava morta, condenadas pela medicina, que pelo poder de Deus voltaram a viver e testemunham o poder de Jesus Cristo e a intercessão de Nossa Senhora. Porém, no decorrer da caminhada, até mesmo olhando a vida dos santos, nós podemos constatar que o sofrimento tem uma importância na obra de salvação. E que se nem todos recebem a cura, é porque mais do que o nosso corpo, Deus quer curar a nossa alma para que não sejamos condenados ao inferno.
            Em João 9,1ss contemplamos Jesus que cura um cego de nascença. Jesus foi questionado sobre quem pecara, o cego, ou seus pais, para que este nascesse cego. Jesus responde: “Nem este pecou nem seus pais, mas é necessário que nele se manifestem as obras de Deus.” (Jo9,3) Ora, Deus não permitiria um mal se dele não pudesse tirar um bem maior. Do mal daquele homem, cego, Deus tirou um bem maior: a manifestação de Sua glória, de Seu poder, fazendo com que aquele homem fosse testemunha da ação misericordiosa de Deus e que as pessoas que não acreditavam e Jesus pudessem crer que realmente Ele era o Filho de Deus. Muitas doenças, ao serem curadas sem explicação para a medicina, confunde os grandiosos deste mundo, que sempre se pautam pela razão sem razão, ou seja, pela pseudo razão que expulsa seu Criador da relação com Suas criaturas. Deus, então, diante de uma doença que o homem não tem como curar, manifesta Sua glória, e muitos dos que não acreditavam em Deus passam a crer.
            Porém, aqueles que não são curados ou que passam por um período de sofrimento antes da cura total, devem recordar que, para nós cristãos, o sofrimento tem poder expiatório. Em outras palavras, o sofrimento serve tanto para a nossa santificação, purificando-nos dos pecados passados, como em forma de penitência pela conversão dos pecadores. São Paulo vai nos ensinar: “Agora me alegro nos sofrimentos suportados por vós. O que falta às tribulações de Cristo, completo na minha carne, por seu corpo que é a Igreja” (Colossenses 1,24). Ora, o Apóstolo aqui fala em alegrar-se nos sofrimentos. Este ensinamento é belo: Jesus Cristo nos salvou por meio da Sua Cruz, porém, mesmo após Sua Paixão, voltamos a O ofender. Muitos ainda não creem em Jesus Cristo. Por isso São Paulo diz que os seus próprios sofrimentos, unidos a Cruz Redentora de Jesus Cristo, eram oferecidos à Igreja, ou seja, eram oferecidos pela salvação das almas. Portanto, tu e eu quando passamos por um sofrimento, pequeno ou grande, e nos unimos aos sofrimentos de Cristo, estamos contribuindo para a conversão dos pecadores, ou seja, para a salvação das almas. Por isso nem todas as pessoas são curadas, porque Deus usa do sofrimento dessa pessoa, da sua paciência em suportar tudo com amor, pela conversão dos pecadores. Aliás, muitas vezes esses pecadores são os próprios familiares por quem passou boa parte da vida pedindo pela conversão. Portanto, se alguém que está nessa situação está lendo este texto, peço-vos: Coragem! Deus é contigo! Una tuas dores às de Cristo na Cruz, e tua família – além de você mesma (o) – estará bebendo da Misericórdia de Jesus.
            Além de ser útil para a conversão dos pecadores, serve para nossa própria conversão, santificação, uma vez que nos leva a humildade e expia dos pecados cometidos no passado. Quando nós confessamos nossos pecados eles são perdoados, porém, precisamos purifica-los no purgatório. Os santos que falam sobre o purgatório vão ser unânimes em dizer que é muito melhor ter a graça de sofrer aqui na terra do que no Purgatório. Uma santa, aliás, que não recordo o nome, vai dizer que é melhor 1000 anos de sofrimento na Terra do que 1 dia no Purgatório.
            Mas o sofrimento também faz rebaixar o orgulho do homem perverso. Quantos são aqueles que andavam no mundo sem se lembrar de Deus, ou até indo a Igreja, mas abusando de Suas Misericórdias: adulterando, prostituindo-se, apego ao dinheiro, etc; outros até num ateísmo prático. Enfim, mas após uma doença grave, vendo-se abandonado pelo dinheiro que não pode comprar uma cura, pela ciência que ainda não é tão avançada para curar tal enfermidade e pelos prazeres desordenados que, antes de dar cura, em muitas vezes é a causadora do mal; a pessoa enfim recorre a Deus por um milagre. Se a pessoa verdadeiramente tem fé em Deus, Deus com certeza agirá. Para uns, vendo Deus – que é Onipresente, Onisciente e Onipotente – que será útil para a salvação, concederá a cura do corpo e da alma; para outros, concederá a cura da alma, fazendo compreender a importância do sofrimento e, o sofrimento antes da morte, antes de deixar a alma aterrorizada, trará a paz, pois percebe a Misericórdia de Deus que, mesmo após ter usado mal os dons que Ele lhe concedeu, gastando com as meretrizes e alimentando-se com os porcos, como o filho pródigo, ainda assim Ele concede a graça de arrepender-se e sofrer um pouco na terra para não sofrer eternamente no inferno. Por isso São Padre Pio de Pietrelcina dizia: ou penitência, ou inferno! – Bendito seja Deus que concede a muitos a graça da penitência para livrar do inferno.
            Conta-se que certa vez Padre Leo, de Betânia, estava a celebrar uma Missa na qual ele rezava pedindo a Deus a graça da cura; e uma senhora, muito decepcionada, chegou para ele e perguntou: Padre, por que não fui curada? Padre Leo, curto e grosso, disse: Porque se não você ia pro inferno! E, caros irmãos, é verdade. Nem todos recebem a cura porque, Deus conhece os corações, sabe que muitos não se emendariam de vida. Um exemplo: se uma pessoa pede a Deus a cura da Aids, porém, em seu coração quer continuar numa vida de devassidão, como Deus dará a cura? Pode até dar, porque Deus tem desígnios insondáveis para o homem e é livro e Poderosos para fazer o que quiser; mas é incoerente nós pedirmos cura sem termos a contrição, ou seja, o desejo de curar a alma, de buscar fazer o possível para não mais pecar
            Nossa Senhora quando apareceu em Fátima, 1917, pedia para os pastorinhos que oferecessem a Deus todos os seus sofrimentos em expiação e em reparação aos pecados que a humanidade cometia contra a Deus. Eu não sei quando é a causa da tua enfermidade. Eu só sei que se Deus permitiu é porque Ele pode, quer e com certeza está tirando um bem muito maior. Eu sei que Ele é poderoso para curar. E sei também que Ele é misericordioso para fazer o que é melhor para a tua salvação. Se quiser, reze assim: Senhor Jesus Cristo, amado Deus, vos suplico em nome do Teu preciosíssimo Sangue, e pela intercessão da Virgem Maria, minha Mãe e Corredentora, que se for de Tua vontade, curai-me Senhor deste meu mal físico (ou espiritual). Porém, Senhor, confesso que sou pecador, muito vos ofendi, sei que merecia o inferno, mas a Vossa Misericórdia me abriu as portas do Paraíso. Diante de tamanho Amor, Senhor Jesus, se meus sofrimentos vos são agradáveis para a minha conversão ou a dos outros pecadores do mundo, da minha família, peço-vos um coração resignado, a graça da paciência, e recebe, por Maria, os méritos de meus sofrimentos; mas, Senhor, se assim vossa bondade quiser, e não for para minha perdição, curai-me ó Deus! Eis-me aqui, Senhor, o escravo da Escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a Tua vontade.


“Minha filha, medita com frequência sobre os sofrimentos que por ti suportei, e nada do que sofres por Mim te parecerá grande. Tu Me agrada mais quando meditas sobre a Minha dolorosa Paixão. Une os teus pequenos sofrimentos com a Minha dolorosa Paixão, para que tenham valor infinito diante de Minha majestade.
Muitas vezes Me chamas de teu Mestre. Isso agrada ao Meu Coração, mas não te esqueças, discípula Minha, que és discípula do Mestre Crucificado: essa única palavra te seja sucifiente. Tu sabes o que se encerra na cruz.
(Jesus à Santa Faustina – Diário nº1512-1513)


A paciência sempre conduz à vitória! (Santa Faustina)
Salve Maria Imaculada, nossa Corredentora e Mãe! Viva Cristo Rei!
            

         

quinta-feira, 17 de março de 2016

Pra restaurar o Brasil é preciso mais que trocar de Presidente

Salve Maria Imaculada, nossa Corredentora e Mãe!

Assim como boa parte da população, também eu acompanho com apreensão os noticiários políticos do Brasil. Confesso que deveria estar estudando, afinal, há conteúdos da faculdade que não posso negligenciar. Porém, não posso tirar a atenção da política brasileira para ir para os estudos sem antes fazer uma pequena constatação de alguns fatos. Pode chamar de desabafo de um cidadão brasileiro, comentário sobre política, ou do que quiser; mas não me sentiria em paz se não escrevesse o que narro abaixo.

Há alguns anos atrás o povo saiu para manifestar; e não poucas pessoas disseram “o gigante acordou”. A verdade é que não achei, naquele momento, que o gigante havia acordado; afinal, as lideranças dos protestos na época dos “black blocs” eram militantes esquerdistas/socialistas/comunistas; e ao ver a grande ascensão de linhas conservadoras tomando as ruas, logo pararam os protestos. Mas a verdade é que hoje sim podemos dizer que o gigante acordou. As manifestações tem objetivos claros: pedem o Impeachment da Presidente Dilma ou sua renúncia; pedem, aliás, a queda do PT. Ao vermos a manobra vergonhosa que Dilma usou para livrar Lula de uma possível prisão, nomeando-o ministro chefe da Casa Civil, logo gerou revolta na população, que se manifestou, mostrou sua voz. Na praça dos três poderes haviam mais de 5 mil pessoas na noite de 16/03/16.

Mas, até aqui, apenas relatei fatos. A parte importante que quero que você leia vem a seguir.

Aparentemente o povo, junto com a oposição verdadeira no Congresso Nacional, vai pressionar até derrubarem Dilma. Mas de uma coisa eu tenho absoluta certeza: nós temos que fazer algo que não pode ser negligenciado, tanto se Dilma cair, como se ela continuar. Não importa. O importante é que o povo acordou. Pense num cenário bom. Um nome da direta bem cotado para as próximas eleições e que já se declara pré-candidato à Presidência da República é o Dep. Federal Jair Bolsonaro. Ok. Imagine que em sequência se derrube Dilma e Temer; convoca-se novas eleições e, contra toda esperança comunopetista, Bolsonaro eleito presidente. Ok. Mas mesmo com Bolsonaro sendo Presidente, nós precisamos fazer o que abaixo falarei; caso contrário, pouco ou nada adiantará ter alguém de direta no país. Mas, por outro lado, levando em consideração que não se faça justiça, Dilma escape da perca do mandato, não importa, se nós fizermos o que temos que fazer pra restauração da nossa nação.

Ao contrário do que uma parte não negligenciável de direitistas, liberais, ou anti-petistas em geral acham, é que para desfazer as cagadas que a esquerda fez nas últimas décadas aqui não basta simplesmente ter um Presidente conservador. Tá, você não gosta do nome Bolsonaro... Imagine qualquer um bom candidato pra você. Não basta ter este candidato perfeito. É preciso uma ação de médio a longo prazo para restaurar esta nação. O Brasil não tornar-se-á uma grande potência, um país decente, honrando, respeitado, simplesmente se um Presidente der porte de arma ou abaixar os juros. É preciso mais.

Se você ainda não percebeu, as instituições estão corrompidas. Podemos ver o escárnio que o ex Presidente Lula faz da população em uma das ligações que foram grampeadas pela Polícia Federal. Lula diz que o Procurador Geral da República não estaria lá se não fosse a ajuda que ele deu; e agora que ele (Lula) precisa da ajuda dele, este anda cheio das formalidades. Nós vemos que boa parte do Judiciário está articulado pelo PT. Claro, não todo. Mas podemos ver, por exemplo, a Presidente indicar Dias Toloff, antigo advogado do PT, para Ministro do STF.

Para recuperarmos o país, para termos ordem e progresso novamente, não basta tirar Dilma e eleger outro. Afinal, quando o outro tomar posse, o que vai ter de Une, MST, CUT, e cia badernando querendo uma nova guerra civil!

Bom, então o que fazer para restaurar o Brasil? Simples: faça o mesmo que os socialistas/comunistas fizeram no Brasil, só que ao contrário. O que eles destruíram, reconstruam; se deu perca total, recrie; se eles sujaram, limpe. O Regime Militar cometeu um grande erro: só reprimiram a propaganda de revolução armada, e fizeram vista grossa para a revolução cultural. A doutrina marxista de luta de classes foi imposta pela nossa sociedade. Toda a cultura foi apodrecida de alguma maneira pelo pensamento marxista. Há décadas os marxistas estão dentro das universidades; e de lá para as escolas públicas de ensino médio e fundamental, para os editoriais da imprensa, para a própria política, enfim, tomaram a EDUCAÇÃO e transformaram-a em doutrinação. Nós podemos ver a sem-vergonhisse dos livros do MEC. Há algumas décadas os Governos (não só do PT, mas do PSDB também, canalhas!) têm trabalhado na destruição da moral: adultério, divórcios, gayzismo, pedofilia, imoralidades, aborto, liberação de drogas, prostituição, etc. Vemos um Estado Laico ser transformado, nos discursos dos socialistas, em Estado anti-cristão. Nós vemos, por exemplo, deputado ser hostilizado por ser pastor protestante, mas acha-se normal dizer “eu sou comunista” ou “eu sou socialista” sendo que esta maldição matou mais de 90 milhões de pessoas no século passado. E para tomar o poder eles tem que destruir a moral judaico-cristã que temos no Brasil, e aprovar leis iniquas que comrrompa o povo. Por isso aumenta-se o número de aidéticas entre os jovens, mas não se aumenta o número de brasileiros com prêmio nobel em qualquer coisa. Continuamos tendo... 0. Aqui é mais fácil distribuir camisinha e dizer: transa rapazeada! Transa moça! Do que investir essa grana em educação/ciência. Mas o projeto comunista funcionará com a moral do povo deturpada.

Portanto, o que fazer para restaurar o Brasil? Em primeiro lugar: oração. Nossa Senhora quando apareceu em Pesqueira-PE em 1936 avisando que o comunismo entraria no Brasil, pediu-nos que fizessemos penitência e rezassemos. Portanto, confesse teus pecados a um sacerdote, vá a Missa pelo menos todo domingo, Comungue, reze o terço diário, faça ao menos abstinência de carne nas sextas feiras... É o mínimo que podemos fazer, e, com certeza, pela intercessão de Maria Santíssima, a ira de Deus será aplacada e a Sua Misericórdia nos alcançará.

Bom, talvez você seja daqueles que não querem envolver a religião com a política. Talvez você seja anti-comunista, porém confesse uma fé protestante, ou espírita, ou mesmo seja ateu. Mas, sem querer entrar em debate religioso, para restaurar o país é necessário voltar as origens do Brasil. Um dos primeiros atos dos portugueses ao descobrir o Brasil foi a celebração da Santa Missa. Antes de se chamar Brasil, nossa nação chamava-se Terra de Santa Cruz. A Princesa Isabel, após ser impedida de assumir a coroa, manda fundir suas joias para fazer uma coroa, da qual mandou colocar na imagem de Nossa Senhora Aparecida; afirmando que se ela não poderia reinar no Brasil, quem reinaria seria Nossa Senhora. Nossas raízes são católicas. E se você for sincero, você constatará que o Brasil começou a arruinar-se quando a força católica do Brasil foi ficando fraca. A partir do momento em que as pessoas inventaram o “católico praticante” e o “sou católico, mas não pratico”; ou seja, quando as pessoas pararam de viver a fé, não vivendo os ensinamentos da Igreja, seja em sua moral (como nas questões sexuais), seja nos próprios dogmas (negando as verdades de fé), aí o país desandou. Quer uma prova? O PT é fruto da “Teologia da Libertação”. Essa ideologia marxista foi condenada pela Igreja (que condena à excomunhão quem é socialista/comunista). Mas mesmo com a Santa Sé condenando a TL, padres e bispos adeptos de tal doutrina diabólica, deram apoio ao PT. Se quiserem, vocês podem procurar videos do Lula, onde o mesmo afirma que chegou ao poder porque, segundo ele, uma das instituições que estavam com eles era as “comunidades de base da Igreja”. Se os padres e Bispos fossem obedientes a Igreja, seguindo seus ensinamentos, não teriam NUNCA apoiado Lula, PT, ou qualquer comunista; mas como, como diria Beato Paulo VI, a fumaça de satanás entrou dentro da Igreja, a TL pariu o PT. Ou alguém pariu o PT, e este se alimentou da TL? Enfim, o fato é que se seguissem a Igreja... Mas fizeram o que a Igreja condena.

Eu assisto hoje, envergonhado, uma PUC (Pontifícia Universidade Católica), ou seja, uma universidade da Igreja Católica, ser tomada de professores, reitores, e alunos comunistas que fazem protestos a favor do Governo petista. Como que uma universidade católica torna-se veículo cultural de socialistas?

Mas, é verdade, não só as PUC's, mas praticamente todo sistema educacional brasileiro; privado ou público; fundamental, médio ou superior; está tudo dominado de pensamento doutrinário marxista. Nas universidades, senhoras e senhores, é o local onde estão sendo formados os nossos futuros médicos, professores, advogados, jornalistas, historiadores, psicólogos, enfim, onde se forma grandes profissionais, ou, se preferir, os futuros militantes políticos comunistas. Muitos lá, entrando ingenuamente, vão passando por um processo de lavagem cerebral. Se acha que exagero, leiam - pelo amor de Deus – o livro Maquiavel Pedagogo e entendam o que estou falando.

Portanto, se queremos restaurar a Terra de Santa Cruz, que os católicos sejam católicos de verdade. E – não sejam burros! – ocupem os espaços! Não adianta postar #Bolsonaro2018. É necessário você atualizar na porcaria do facebook que você ingressou numa faculdade. Não, não estou dizendo que o diploma pelo dimploma muda ou que seja a salvação. Estou dizendo que Deus nos dá uma vocação, e se temos um chamado, devemos corresponder a este chamado. Se você fala contra o PT e quer alguém da Direita somente pela proposta de abaixar os juros pra poder comprar um Ifone mais barato, você é mais desprezível do que o Lula! Sim, é! Porque é tão materialista quanto qualquer ditador de merda que matou milhões de pessoas. Vote em Bolsonaro, e continue as universidades sendo dominadas pelos marxistas, continuaremos tendo uma geração de jovens com merda na cabeça, e aí surgirão novos Lulas e, pior, novos militantes que morrerão pelos futuros Lulas comunas.

Talvez um cego da vida, fanático, louco, diga “mas Bolsonaro colocará alguém conservador no MEC”. Ou achem que por ter um presidente de direita as reitorias e os professores tornar-se-ão conservadores sob a ação do super raio conservador que os atingirá no colaçaozinho. NÃO! Se você e eu não entrarmos na faculdade, quem serão os futuros professores? Outros comunas. Eu olho a PUC com dó, por exemplo, porque mesmo que um Bispo faça algo para limpar a merda socialista de lá, quem seria os novos professores e reitores? Outros comunas. Claro, tem gente boa, conservadora, sim, mas a quantidade destes que dão a cara a tapa é muito pouca em relação aos comunistas. Como católico, quem nós colocariamos com toda confiança para ser reitor de uma PUC, ou cade esse tanto de professores conservadores, autênticos católicos para lecionar por lá? Bom, não tem. E, infelizmente, em 10 anos não teremos, porque achamos que simplesmente postando Bolsonaro2018 e, claro, votando nele e elegendo-o, num passe de mágica viraremos uma Polônia, com Presidente conservador e catolicismo fervoroso.

Lula durou poucas horas como ministro, pois logo depois um Juiz Federal interveio. Assim será com qualquer um que coloque a ação conservadora simplesmente em eleger um direitista pra comprar coisa importada mais barata, ter gasolina mais barata, e pronto. #Bolsonaro2018, seguido de #GuerraCivil2019 porque ainda vai estar cheio de gente com merda na cabeça nas universidades.

A imprensa acordou? Não sei. O que sei é que o escândalo foi tão grande que nem a aliada Record conseguir acobertar.

Em resumo, caríssimos, os marxistas estão há décadas dando aulas, palestras, cantando músicas (de todos os estilos – e o Rap escancarado), escrevendo livros, e tantas coisas que você já sabe. Você tem que fazer o mesmo, só que ao contrário. Se eles usaram tais meios para propagar uma ideologia destrutiva, para propagar a mentira, usemos para anunciar a verdade. Eu não estou aqui dizendo para entrarmos na universidade para impor uma ideia direitista. Estou dizendo que as universidades e escolas tem que ser aquilo que devem ser: local para se ensinar, e não para doutrinar ideologicamente. Deve-se buscar, na educação, a verdade. Onde a disciplina envolver política, expor as ideias, mas não doutrinar o aluno a ser marxista. Só tem Marx nas universidades. Mentira, tem Paulo Freire também. Bom, dá no mesmo.

Ocupem os espaços. Temos que ter uma boa cultura. Pelo amor de Deus! Se você tem dom para compor poemas, componha-os. E não estou falando de poemas sobre política, mas poemas sobre a vida, mostre a beleza da vida. Se você tem dom pra escrever, escreva; se tem dom pra cantar, cante. Exponha sua arte. Não desanime se hoje chamam de arte, de cultura, coisas como o Funk. Tenha fé em Deus! Se meia dúzia apreciar sua arte, já é alguma coisa. Agora nós vemos o funk, os textos lichos, tudo se propagar, e nós simplesmente não produzimos nada.

Tem dom pra ser político, para ser o que se espera de um político de verdade. Seja! Como diria o Papa Leão XIII “a audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons”. Talvez você exite por temer o que pensarão de você. Mas você, que é honesto, exita por causa da opinião do povo que poderia te julgar injustamente; mas Lula, mais sujo que esgoto, sendo xingado de tudo quanto é lado – de maneira justa – não exitará em se candidatar a Presidente da República caso não seja impedido pela justiça. Aí está a diferença: quem quer fazer merda não liga para o que os outros vão pensar; mas nós, conservadores, queremos guardar nossa imagem de bom moço, de não se envolver com política; e qual o resultado? Bom, quantos políticos corruptos e/ou socialistas/comunistas temos?

Ou você ocupa os espaços, sendo o que tem que ser, assumindo a vocação que Deus te deu, ou...

Não se venda por causa da porcaria de um concurso público. Muita gente prefere estudar pra um concurso, sem ter vocação nenhum para aquilo, só pelo alto salário, mas não vai ser aquilo que sua alma anseia. Que triste, alguém que, por exemplo, poderia ser um repórter que anunciasse a verdade, mas prefere ficar se matando para um concurso. Ou, pior, alguém que tem a vocação para ser professor, mas não é, porque professor ganha pouco e concursado do MPU ganha mais. Dinheiro falando mais alto que a vocação. A corrupção está realmente corroendo o Brasil.

E, para encerrar, esclareço que não sou contra o Bolsonaro. Muito pelo contrário. Tenho, é verdade, algumas posições contrárias a dele. Um exemplo é a sua proposta de planejamento familiar. Sou totalmente contrário. Mas isso é algo a ser debatido. Hoje meu candidato seria ele ou o Caiado. Mas não posso ser burro que pra restaurar o Brasil basta simplesmente tirar a Dilma e colocar Bolsonaro.

Salve Maria Imaculada! Viva Cristo Rei!

sexta-feira, 11 de março de 2016

Por que somos mais preguiçosos que os filhos das trevas?

Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe!

Existe uma frase do Papa Leão XIII que me impactou profundamente, e por isso cito-a frequentemente nos textos e/ou discursos: “a audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons”. O tempo passa, e quanto mais adentramos nos novos capítulos da história, mais posso constatar a veracidade dessas palavras do Papa Leão XIII. O que o Papa falou há mais de um século continua sendo atual. De tal maneira que se me impactou constatar a realidade de suas palavras, hoje o meu questionamento é: por que os bons são covardes? Por que os filhos de Deus são omissos?

Nosso Senhor Jesus Cristo vai dizer no Santo Evangelho: “os filhos deste mundo são mais prudentes do que os filhos da luz no trato com seus semelhantes.” (Lucas 16,8) Por que, queridos irmãos, que os filhos das trevas, os servidores do demônio, que vivem e propagam o pecado, são mais prudentes/espertos que os filhos da luz, os filhos do Deus Altíssimo? Por que os filhos das trevas se empenham mais em praticar o mal e a propagá-lo, do que os filhos da luz em viver a virtude e pregar o sumo bem em toda a face da terra? Parece não ter sentido. Os maus, não poucas vezes, lutam por uma causa perdida em si mesma. Já os filhos de Deus têm a promessa da glória e, não poucas vezes, experimentam dessa glória já nessa vida – assim como os filhos das trevas já experimentam do inferno antecipadamente com remorsos, por exemplo; por que, então, os filhos de Deus – principalmente neste século – têm demonstrado tanta apatia beirando a tibieza na defesa da glória de Deus e combate contra o mal que se propaga por falsas doutrinas, ideologias satânicas, ataques contra a família, etc.?

Medito sobre as minhas obrigações enquanto católico, enquanto estudante que sou, e vejo as minhas fraquezas, as minhas misérias, toda a minha incapacidade para o o bem. Se não fosse a Misericórdia de Deus, o que seria de mim? Vejo-me num poço de preguiça. Eu sou filho de Deus, escravo de Maria Santíssima, preciso me empenhar mais, ser mais santo! Talvez este pensamento também esteja na sua cabeça. Mas mais do que uma falsa humildade, nos fazendo de coitadinhos, precisamos sim olhar nossa fraqueza e olhar que os maus não estão deitados eternamente em berço esplêndido, mas estão labutando para propagar o mal. Não poucas vezes quando me deparo com a falta de vontade de estudar as coisas da faculdade ou mesmo da Igreja, por pura preguiça, por querer ficar fazendo qualquer coisa, menos estudar e rezar – logo minha consciência acusa-me: os maus não poupam esforços para estudar e descobrir formas de propagar suas maldades na sociedade; eles não exitam em virar a noite em vigília lendo livros maus, fazendo pecados, propagando seus erros; os comunistas não descansaram até implantar suas ditaduras sanguinárias; eu tenho preguiça de estudar, mas os neomarxistas trabalharam duro para criar a escola de frankfurt e em consequência dominaram culturalmente nossa sociedade; eu tenho preguiça de ler, de escrever, mas os neoateus, comunistas, aqueles que propagam a libertinagem sexual, não tem preguiça de publicar livros, artigos, de fazer falsas estatísticas para propagar o aborto, e eu tenho preguiça de fazer verdadeiras pesquisas e mostrando que o melhor a fazer é escolher a vida? Logo percebo que se eu prefiro dormir ao invés de ficar acordado até mais tarde lendo um livro, escrevendo um texto; os filhos das trevas, por sua vez, não medem esforços para consumirem a sua vida em prol de suas ideologias. Isso serve para Marx, Hittler, Stalin, Che Guevara, Fidel Castro e, pasme, até para o Lula, que embora se gabe de não gostar da leitura, não desistiu de consumir sua vida em prol da luta de classes chegando a ser Presidente da República e não deixar tantas saudades (Lembrando que Lula, juntamente com Fidel,fundaram o Foro de São Paulo com o intuito de tornar a América Latina comunista.)

Pense em todos os ditadores sanguinários que já existiram. Não precisa ir muito longe, pode ser os do século XX dos países comunistas. Será que se homens e mulheres de bem tivessem tido o mesmo coração, ou seja, valentia em defender e propagar o bem, estes maus não seriam ofuscados pela irradiação da luz do bem? É claro que houveram homens e mulheres bons; aliás, houve grandes santos! Mas o problema é: será que Deus não desejou levantar muito mais santos para renovar a face da terra, porém, preferiram não se envolver, não ser tão radicais, ficar tranquilo... Vai que ficaria favorável... Aí cito novamente a frase de Leão XIII: a audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons.

Nós reclamamos que nossa cultura está sendo estuprada pelos marxistas há décadas. Muito bem. Concordo. Mas cadê a produção dos bons? Não adianta ficar simplesmente reclamando que a educação está ruim, se não levanto a bunda da poltrona e vou estudar, trabalhar, produzir alguma coisa na área da educação. Você tem preguicinha? Paulo Freire não teve preguiça de produzir sua “pedagogia do oprimido” e de certa forma contribuir bastante com a destruição da educação brasileira. As pessoas que agem pelo MEC não tem preguiça de produzir materiais didáticos que pervertem a moral de seus filhos (inclusive os filhos pequenos, do ensino fundamental. Isso mesmo, as criancinhas!), e nem de promover uma base curricular que estupra de vez o sistema educacional brasileiro.

Você é um médico pró-vida, mas tem preguiça, tem receio de bradar contra o aborto e/ou as pílulas anticoncepcionais que são potencialmente abortivas. Porém, os médicos que são filhos das trevas não temem consumir suas vidas em abortar crianças inocentes no ventre de suas mães; algumas vezes em troca de alguns reais, outras vezes por ideologias. Mas o fato é que até fazem objeto de suas pesquisas para fazer outros profissionais serem pró-morte, promovem seminários, usando de mentiras. Mas você, com a verdade, exita, pois tem medo, não quer se envolver. Mas enquanto você fica em silêncio, vidas são trituradas no ventre materno.

Ah, meus irmãos. Isso deveria nos envergonhar. Nós, filhos de Deus, que somos cheios do Espírito Santo pelo batismo, temos sido covardes. Precisamos mudar nossas atitudes!

Recomendo que leiam São Josemaria Escrivá, e então entenderás que nosso apostolado não é simplesmente ir para a Igreja rezar um Terço, fazer uma pregação. Não. É mais que isso. As fábricas, os escritórios, consultórios médicos, escolas, toda vida social é para nós um campo fecundo de apostolado. O Concílio Vaticano II abre as portas para os leigos; e muitas vezes é mal interpretado por isso. A Igreja espera dos leigos um testemunho de vida na vida secular, e que possa estar onde a Igreja por meio dos padres nem sempre poderá. A Igreja não está querendo, como muitos hereges acham, “clericalizar” o leigo e muito menos transformar o clero em “laico”. Mas o CVII vem pedir homens e mulheres sábios, que assumam sua vocação universal à santidade, e que possam ser neste mundo o que devem ser. Enquanto você e eu nos recusamos a ser o que devemos ser, ou seja, demoramos ou nos recusamos a assumir o chamado que Deus nos fez, os filhos das trevas não hesitam em colocar seus planos sujos em prática.

Muitos leigos tem receio de entrar em uma faculdade. Isso é incoerente, afinal, aí é nosso campo fecundo de apostolado. Não porque a RCC tenha GOU's (Grupo de Oração Universitário) espalhados por várias universidades mundo afora. É bom que você participe de um, mas não és obrigado a isso. Quando falo que a faculdade é nosso campo fecundo de apostolado, falo que é no campo da ciência, do estudo, que devemos manifestar a glória de Deus. Pelo teu testemunho em um ambiente universitário poderá levar mais gente para a Igreja do que com suas pregações feitas por vontade própria somente para fugir da obrigação de estudar.

Alguns mais escrupulosos querem se safar de ser aquilo que Deus quer que sejam, com um pensamento muito piedoso, mas que no fundo só revela nossa preguiça vocacional: “só tem professores ateus, marxistas, comunistas. Não quero perder a fé. Você não lembra? Fulano(a) foi para a faculdade e, de repente, parou de ir para o grupo de oração, para o apostolado, hoje é ateu militante...” - dizem estes escrupulosos, revelando sua preguiça. Afinal, constato com tristeza que os filhos de Deus, do Deus poderoso, grandioso, do Deus que abriu o mar vermelho, que mandou as pragas pro Egito, que ressuscitou Lázaro, que fez vários mortos ressuscitarem quando da morte de Jesus, que curou os cegos, curou igualmente os aleijados, esse Deus que fez prodígios no Céu e na Terra, esse Deus... Ah, esse Deus pregado como onipotente, de repente, pasmem, virou impotente diante de um professor ateu que diz ser comunista e usa ifone e almoça no Mc Donalds. Sim, Deus que quando mandou o dilúvio salvou Noé e sua família, não pode salvar um aluno das maluquices de um professor maluco. Mas o engraçado é que o fato de frequentar uma universidade só se tornou obstáculo para essa geração, afinal, quem inventou as universidades foi a Igreja Católica; o pai da genética é um sacerdote católico; enfim, a Igreja contribuiu tanto para o progresso da ciência, mas, de repente, a nova geração, porque tem um bando de malucos dando aula citando outros malucos, acham que estudar é um decreto de que virará ateu também. O problema está nos professores ateus ou na sua omissão em continuar com uma vida cristã? Se você perder a fé em uma universidade, muito provavelmente também a perderia se não ingressasse em uma. O que faz alguém perder a fé ao entrar no ambiente acadêmico é o desleixo na vida espiritual. Entre na faculdade, estude, se empenhe, mas nunca deixe de rezar pelo menos 1 Terço por dia, ler a Sagrada Escritura, ir pra Missa pelo menos todos os domingos e buscar ir o máximo de vezes possível durante a semana, assim como a a visita ao Santíssimo Sacramento, e ler sempre que possível alguma coisa relacionada a vida dos santos e/ou doutrina. Não muitas coisas. Em resumo: continue tendo uma vida de oração. O problema é que a besta quadrada agora só diz “tenho que ler tal livro da faculdade, depois eu rezo”; e sem a oração, como teremos fé? Deves dizer: vou rezar este terço, não poderei mais, Jesus e Maria, pelas minhas obrigações, mas rezo este Terço pedindo o dom da fé e as luzes necessárias para discernir o certo do errado. Pronto. Não precisa rezar o Rosário completo, basta rezar um Terço. Mas não, a besta quadrada prefere não rezar e acha que no mundo alguém se sustenta sem um contato direto com Deus através da oração. E quem não reza, acredita em qualquer lorota que dizem.

Portanto, a faculdade não deve nos afastar de Deus, mas, muito pelo contrário, assumindo o chamado que Deus nos faz, mais nos aproximaremos dEle, porque a santidade consiste em ser fiel ao nosso estado de vida.

É verdade que os ambientes acadêmicos estão emporcalhados com a doutrina marxista. Mas o que me entristece é que nós, filhos de Deus, por preguiça ou seja lá pelo quê, nos recusamos em ser luz lá onde há trevas. São Franciscos dizia “onde houver ódio, que eu leve o amor”. Nós temos que ter a atitude de Francisco de Assis: onde houver Marx, comunismo, ódio, trevas; que eu leve a verdade do Evangelho, a luz, a salvação que vem de Jesus Cristo. Nós nos omitimos em ser luz onde há trevas, mas os que servem ao príncipe deste mundo (satanás), não se omitem em levar as trevas onde deveria ser fonte de luz. Os católicos têm medinho de se contaminar na faculdade, mas os marxistas, por exemplo, não temeram adentrar nos ambientes católicos para os corromperem. Uma amiga disse-me que queria cursar Filosofia, porém, segundo ela, queria uma “Filosofia de Deus”, no sentido de não ser essas doutrinas ateístas/marxistas que vemos normalmente. Infelizmente tive que lhe dar a notícia que essa Filosofia que ela busca, imaculada, não encontrará nem nos institutos católicos. Enquanto católicos lutavam com afinco contra a ideologia de gênero na Câmara Legislativa do DF, uma escola católica ensina tal ideologia para seus alunos. Os marxistas não hesitam fazer uma faculdade e depois lecionar nas escolas católicas para corromper seus filhos. Eles não exitam em adentrar nas escolas, faculdades, e até na própria vida religiosa em si, para perverter a moral dos institutos da Igreja e fazê-los instrumentos seus. Podemos constatar isso com a corrente da TL – Teologia da Libertação, que disseminou o marxismo através da Igreja, mesmo com esta condenando abertamente tal ideologia. Leonardo Boff, “Frei” Betto e Cia, não exitam em publicar livros, em usar as editoras e escolas católicas para disseminar suas heresias já há tempos condenadas pela Igreja; mas tu e eu, ordinários, bunda moles que somos, exitamos em adentrar na porcaria de uma universidade para ser luz em meio as trevas.

Se o mundo ainda dá atenção para Boff, Betto, Marx e até para o Lula, é porque tu e eu não temos sido luz. Como crerão se não há quem pregue? Quem Deus vai enviar, se ao invés de eu ir estudar, eu fico enrolando na porcaria do facebook? Facebook é um instrumento de evangelização, porém, ficar o dia todo compartilhando, comentando e conversando, não salvará almas. O que salvará a tua alma e a dos outros é o teu empenho em ser aquilo que Deus quer que você seja. Ele quer que você seja santo, e te fez um chamado. Você precisa assumir.

Os que estão em doença avançada dirão que não precisa tanto, afinal, já temos Padre Paulo Ricardo, Padre José Eduardo e dois professores, Felipe Aquino e Felipe Nery, para defender a fé católica e salvar nossas famílias do mal. Esse é o típico pensamento do mediocre. Não vou pregar, Padre Paulo prega melhor que eu; não estudarei sobre gênero, Padre José Eduardo fala tão bem sobre. Enquanto os marxistas são milhares de milhares em todos os ambientes, vocês querem vencer o mal largando a bomba para quatro homens, que coloco aqui como exemplos?
Essa semana foi noticiado que um desertor do Estado Islâmico roubou dados dos terroristas e divulgou. A notícia diz que há dados de mais de 20mil homens que estão dispostos a cometer um atentado suicida em nome da religião islâmica. Entendem? 20 mil que estão dispostos a colocar bombas na sua cintura e fazer um ataque no Cristo Redentor. E nós, filhos da luz, que temos a missão de defender a religião verdadeira (Católica), de propagar o Evangelho, não conseguimos juntar nem 20 pessoas para rezar um terço contra o comunismo, se brincar. Graças a Deus há homens católicos – e não católicos – como os que citei acima, que estudam, trabalham, labutam, consomem suas vidas em prol do Evangelho. Mas que triste saber que 20 mil islâmicos fizeram sua inscrição para o terrorismo; mas é improvável que haja 20 mil estudantes católicos convictos inscritos nas universidades.

De fato, a maior parte é marxista. Mas para que daqui a 10 anos os professores não sejam marxistas, é necessário que um não marxista se forme. Se VOCÊ, besta-quadrada, não largar de ser anta, e não fizer o que Deus quer que você faça, continuaremos vendo o show de horrores que temos visto. Só há políticos ruins? Que tal que você seja o bom!? Enfim, ou assumimos nossas responsabilidades sociais, como filhos de Deus que somos, ou podem assinar o atestado de óbito de toda nação.

domingo, 6 de março de 2016

Quaresma vivendo o ano da Misericórdia | Romanos 12

Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe!

O Romanos 12, grupo de Youtubers católicos, faz uma nova ação. Depois dos videos sobre a Semana Santa, os dos do Espírito Santo e sobre o mês da Bíblia, agora a ação é sobre a Quaresma deste ano santo da Misericórdia.

Confira abaixo os videos sobre como viver/experimentar a Misericórdia de Jesus neste tempo de graça na Quaresma: